DILMA À BEIRA DO PRECIPÍCIO.

       Conforme o país inteiro vem observando e conforme comentou a revista Veja de 14/10/2015, só falta um empurrãozinho pra Dilma despencar. Ela já preenche os três requisitos que, historicamente, indicam a queda próxima de um presidente: 1- Alta impopularidade. 2- Falta de apoio no Congresso. 3- Arruinou a economia do país. Tudo o que ela tem feito é se defender por todos os lados, tentando salvar o seu governo. De há muito não se governa mais. Isso me faz lembrar da Alemanha nazista, na qual só eram feitas reuniões, conchavos, encontros e desencontros, substituições do 1º Ministro, não sobrando tempo pra se governar. A atual situação brasileira me faz lembrar da Alemanha, mas há uma diferença importante entre o governo alemão dos anos de 1930 e o “governo” do PT. Enquanto Hitler sabia muito bem o que pretendia, o PT e sua turma nunca souberam o que queriam e nem onde pretendiam chegar. Aquele pouco que sabiam nunca esteve correto, pois que enxergam de maneira torta, com um enorme viés. O que eles tinham pra oferecer, PATERNALISMO, já ofereceram, e usando o nosso dinheiro, ou seja, já fizeram a única coisa que sabiam fazer. E quando chegou a hora de governar, não conseguiram esconder o que realmente são: NADA. E ainda não conseguiram descobrir o que é essa coisa de governar. E o Lula? Coitado do Lula! Politicamente, só conseguiu enxergar o que lhe permitia a sua miopia política. Achava ele que governar seria apenas cuidar dos pobres, sem pensar na economia, isto é, sem pensar nos recursos que só viriam das atividades econômicas e que tornariam possível a paz social. Mas o que se pode fazer, se o PT, se a Dilma e se todos os outros – farinhas do mesmo saco – não são “do ramo”? Em entrevista dada a Veja de 28/10/2015, FHC declarou: “O governo perdeu o rumo”. “Lula está enterrando a própria história”. Confio em Deus e nos eleitores que enxergam e que têm juízo que, em breve, estejam todos politicamente sepultados, e para sempre.

< Voltar